Guerra do Peloponeso

 

Conflito entre Atenas e Esparta, ocorrido entre 431 e 404 a.C.. Sua história foi detalhadamente registrada por Tucídides e Xenofonte. De acordo com Tucídides, a razão fundamental da guerra foi o crescimento do poder ateniense e o temor que o mesmo despertava entre os espartanos. A cidade de Corinto foi especialmente atuante, pressionando Esparta a fim de que esta declarasse guerra contra Atenas. Esparta invadiu a Ática com seus aliados em 431 a.C., mas Péricles persuadiu os atenienses a se deslocarem para trás das ‘longas muralhas’ que ligavam Atenas a seu porto, o Pireu, e a evitar uma batalha em terra com o superior exército espartano. Atenas confiava em sua frota de trirremes para invadir o Peloponeso e proteger seu império e suas rotas comerciais, mas foi gravemente surpreendida pela deflagração da peste, em 430 a.C., que matou cerca de um terço da população, inclusive Péricles. Apesar disso, a frota teve boa performance e foi estabelecida uma trégua de um ano, em 423 a.C.. A Paz de Nícias foi concluída em 421 a.C., mas Alcibíades liderou um movimento de oposição a Esparta no Peloponeso; suas esperanças esvaneceram-se com a vitória de Esparta em Mantinéia, em 418 a.C..

Ele foi também o principal defensor de uma expedição à Sicília (415-3 a.C.), que visava derrotar Siracusa e que resultou em completo desastre para Atenas. A guerra foi formalmente retomada em 413 a.C.; a fortificação de Decélia, na Ática, pelos espartanos, e revoltas generalizadas entre seus aliados pressionaram Atenas, que havia perdido grande parte de sua frota na Sicília e estava falida e atormentada por convulsões políticas. Apesar disso e graças, em grande parte, a Alcibíades, a sorte de Atenas ressurgiu, com vitórias navais em Cinosema (411 a.C.), e Cícico (410 a.C.), e com a reconquista de Bizâncio (408 a.C.). Houve mais uma vitória em Arginuse, em 406 a.C.. A partir de então, o apoio financeiro da Pérsia a Esparta e as habilidades estratégicas e táticas do espartano Lisandro alterou a balança. A vitória espartana em Egospótamos e seu controle do Helesponto subjugaram Atenas, pela fome, até a rendição, em abril de 404 a.C..

20 responses to “Guerra do Peloponeso

  1. Rildo Fausto Kops Neto

    Olá! Você teria como me esclarecer o por que da ajuda dos persas à Esparta? Já me disseram que Esparta que pediu auxílio, temendo uma investida ateniense. Mas isso soa tão estranho: primeiro um espartano pedir ajuda para um estrangeiro, segundo justamente dos persas. O que motivou essa “aliança” entre dois rivais?

  2. Daniel Costa de Mello da Silva

    o que aconteceu com os decendentes de esparta
    se dividiram pelo mundo,ou continuaram na grecia,fiquei sabendo que os samurais usavam treinamento espartano como é possivel?

  3. após a derrota dos 300 soldados espartanos na termopleas , o que aconteceu depois ?

  4. Hello

    Great book. I just want to say what a fantastic thing you are doing! Good luck!

    G’night

  5. Onde conseguimos mais informações sobre Esparta e seus descendentes?

  6. olá sou fascinado por história espartana, sou professor de história, sou do Brasil Camo grande , MS queria masi imagens de guerreiros espartanos pretendo fazer uma tatoo com a imagem.obrigado

  7. oie!!!
    to presisando de uma ajudinha !!!
    Quais sao as cararteristivas espartanas?
    e gostaria de saber sobre a posiçao da mulher espartana em meio a sociedade espartana?

  8. oie!!!
    to presisando de uma ajudinha !!!
    Quais sao as cararteristicas espartanas?
    e gostaria de saber sobre a posiçao da mulher espartana em meio a sociedade espartana?

  9. No google está que tem sobre a posição da mulher na sociedade Espartana e não tem.

  10. sera que alguem pode me ajudar, a fazer uma carta para o futuro.sobre a grecia anti
    A carta tem que ser escrita como se eu estivesse na grecia

  11. esparta era uma cidade muinto legal que pena que não existe mais1!11!

  12. aonde que compra uma roupa espartana ate os meterias do qual eles usavam . eu gataria muitooooooooooooo de conhecer a cidade de esparta e queria ser eapartano

  13. o rei leonidas foimuitovalente espero sercomo ele : valente valllleuuuuuuu

  14. Onde conseguimos mais informações sobre Esparta e seus descendentes?

  15. Onde eu posso conseguir outros textos sobre ”Guerra do Peloponeso”

  16. vaneça lima gonçalves

    ´gostei do comentário,facilitou minha pesquisa para um trabalho da faculdade.
    valeu.

  17. muito obrigadoo agorta siim posso fazer meus trabalhos em paz valew

  18. Gostei muitoo porque foi boom para o meu trabalho da escolaa valeu

  19. Ângelo Dutra Gomes

    eu quero saber das posições de guerra deles

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s